Papo de menina











{abril 26, 2008}   coisas sentimenatalóides

“Háááááá o amor, que nasce não sei onde, vem não sei como e dóóóói não sei porque.” Drummond e suas frases. Estava pensando ontem com meus butões da calça, será que ciúme é prova de amor? será que é verdade que paixão dura seis mese? será que é verdade que se pode amar alguém e mesmo assim ficar com outras pessoas? Aiiii, tantos seráááás! Acho que ciúme normal é prova de amor sim, afinal ninguém quer perder algo que gosta. Não sei quanto tempo dura uma paixão, se for apenas seis meses acho que… é, enfim. E também acho que quem ama não trai, porque com essa traição podemos perder nosso ser amado. E quem ama não ia querer isso, né?

“Traição é lixo”, li isso uma vez. Traição é egoísmo. Você trai pq não está feliz (ou porque não vale nada mesmo) e busca na outra pessoa algo que não existe mais no seu relacionamento. E você não se importa se a pessoa traída pode sofrer. Como diz o personagem Dan do filme Closer “porque acho que serei mais feliz com ela”, ele não tá se importando se a mulher dele vai sofrer, o que importa é a felicidade dele.

E o ciúme? É incrível como nós seres (des -h)humanos somos possessivos. Por mais que não se tenha mais ABSOLUTAMENTE nada com a pessoa, vc sente uma pontada de ciúme quando vê que o outro está bem com uma pessoa que, olhem, não é você! ahahahaahah ai ai…  Ciúme é uma bosta, isso é a verdade. “O ciumento passa a vida procurando algo que vai destruir sua felicidade.”, neuroses e mais neuroses, horas falando aquele mantra “eu não sou ciumenta”, numa tentativa frustrada de mostrar a você mesmo que é uma pessoa normal.

Relacionamento é complicado, são milhares de defeitos que você tem que aprender a gostar para, assim, a convivência ser passífica. Milhares de coisas que deixamos de lado para o bem do outro, e muitas vezes, nem vale a pena. E quando vê, tudo acabou.

bum.



{abril 22, 2008}   A volta???

Prometi que começaria um blog para realmente escrever nele, mas como sou uma sem futuro acabei que o  deixei de lado.  Mas acho que dessa vez vai ser pra valer, volto com força total (uhuuuuu)!! xD

.

Estou escutando compulsivamente a música Same mistake de James Blunt, uma que toca na novela, música simplesmente liiiiiiiiiiinda. Ah, eu não assisto novela! Mas não é disso que quero falar hoje…  É que essa música me deixa sensível.

Hoje a tarde conversando Emanuella cheguei à conclusão de que estou carente. Resolvi ficar mais ainda: fui ler crônicas de amor escritas por Arnaldo Jabor. Vi que não é apenas eu que me encontro assim, é o mundo todo. Estamos cada vez mais distantes uns dos outros, nessa era de tecnologia as pessoas vivem isoladas umas das outras, esquecendo o quanto o real é bom.  Não se manda mais carta perfumada (mesmo que o conteúdo seja triste), cartões de natal, telefonemas “para dizer o quanto eu te amo”, tudo foi trocado por e-mails, cartões virtuais, msgs de sms e olhe lá.  Hoje paquera-se pela internet. Não se sente mais o cheiro, não existe mais a paquera olho no olho. Acabou. Ao mesmo tempo que o mundo virtual liga pessoas ele as separa, é uma contradição.

Trocaria todas as nossas conversas por um abraço, um beijo ou mesmo um fim de tarde olhando o mar…  =)



{dezembro 8, 2007}   Um blog?

Resolvo escrever um blog. Mas dessa vez pretendo continuar com ele… rsrsrs Só que esse é diferente. Não vou ficar escrevendo sobre a minha vida, e sim, sobre o que nós mulheres-meninas pensamos da vida, dos relacionamentos, dos homens, do sexo… Sem besteiras, frescuras e essas coisas.

=)



{dezembro 8, 2007}   Olá mundo!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!



et cetera